domingo, 8 de janeiro de 2012

Passarinho do má (Francisco Alves, 1927)

Será este um reinício para o Chiadofone? Mesmo que não seja, o raríssimo disco Odeon 10001 é um marco na fonografia brasileira (primeiro disco lançado com gravações elétricas nacionais) que vale a pena ser ouvido em 78 rotações - sem filtragens.

Segundo Edigar de Alencar (O Carnaval Carioca Através da Música, 4ª Edição. Livraria Francisco Alves, 1977), em capítulo dedicado ao carnaval de 1927:

"(...) Houve ainda uma toada sertaneja muito cantada pelos foliões. Era um 'samba sertanejo' apresentado pela Companhia Brandão-Palmeirim, então ocupando o Teatro Trianon, na revista carnavalesca Vaes Então Luiz, de Duque e Oscar Lopes. O título era mais um trocadilho dos sugeridos pelo nome do Presidente da República [Washington Luiz]. Número de sucesso todas as noites era o samba de Duque (Antônio Amorim Diniz) sob motivos folclóricos PASSARINHO DO MÁ, cantado por João Lino e Brandão Sobrinho (...)"



Dica de leitura (contexto histórico):



PASSARINHO DO MÁ
samba
(Duque)
Cant. por Francisco Alves
Orchestra Pan American do Casino Copacabana
Odeon 78 rpm 10001-b
matriz: E1163.
lançamento: julho de 1927
verso do disco: Albertina

Acervo e digitalização pelo autor.